quarta-feira, 26 de setembro de 2007

O AMOR É SEIO E O LEITE ESTÁ ESTRAGADO!

... E o ciclo da nossa história acaba mais uma vez:
Temo que seja pela ultima vez.
Tu ficas tão fria e dura comigo, quando estás com outro,
Tu sabes minha vida, todos meus passos,
enquanto a mim, mal sei onde andas.

Ó, "Das Dores", Hay que endurecer pero sin perder la ternura jamás,
não é isso que vejo em ti,
onde sangrou tua ternura?
Se antes era linha dura,
hoje nem linha há mais.

Teu corpo me aquecia
e com ele, eu esquecia minha dor,
Não me tenha tanto rancor,
aonde foi parar tanto amor?
Que julgavamos ter.

Ao ser abduzido por teu calor,
não pensei que sentiria tanta dor,
quando tu me deixaria,
até que chegou o temido dia
e não mais sou o teu amor.

Quando me ignorasse,
foi um banho de água fria,
fiquei sem entender o por quê,
futuros sonhos foram quebrados,
coisa assim, você nem eu merecia.
(Marcilo Ramos)