sexta-feira, 11 de setembro de 2009

SOLDADO VERMELHO (part. 3)





















Crianças pagam, sem nada ter culpa
Elas aprendem com nossos erros
Que uma infância mal vivida
Sempre deixa no peito uma ferida
E uma vontade de gritar!

Tem que pagar pra tudo; pra comer, pra beber
Tem que pagar pra falar e até pra ficar mudo
A verdade é incerta, então é melhor ficar alerta
E não dormir na trincheira de combate
Com palavras ou peixeira, combater na primeira fileira
Sem temer aos ataques

São um bando de covardes
Pois, destroem nossas esperanças
Não somos mais crianças, agora somos soldados
Cansei de ficar parado e de peito aberto vou lutar!

Atirando nos preconceitos, sei que ninguém é perfeito
Mas tentar mudar não é defeito
O que não pode é ficar do jeito que está!

Vou mandar tudo pro espaço
E com tua raça capitalista sanguessuga acabar
Pois não compartilho da tua tática
Se o passado já foi e o futuro virá
O presente está aí, temos que aproveitar