sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Enquanto isso na frente da TV.


As duas da madrugada, horário de verão,
A vida nas calçadas,
Vejo o noticiário na televisão,
E não faço nada!


Outra pessoa é assassinada,
Morre mais um irmão,
Crianças adultas cheiram cola e se aquecem no frio,
Mais outra CPI no Brasil,
A China ameaça,
Enquanto isso estou na minha casa,
Vendo televisão,
Mais um programa de um domingo de alienação.


Prostitutas nas esquinas,
Tentam ganhar seu pão,
A Amazônia é desmatada,
Outra chacina é executada,
E eu em minha casa,
Assistindo um jogão!

Mais um mendigo morre queimado,
Mais uma jovem é estuprada,
Mais uma esposa é espancada,
E continuo sem fazer nada...